20/12/2021 às 18h45min - Atualizada em 20/12/2021 às 18h45min

Seis adolescentes registraram boletim de ocorrência contra professor por abuso sexual

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

 

Um professor foi preso em Amparo (SP) suspeito por estupro de vulnerável contra alunos da escola onde lecionava. Seis meninos, com idades entre 12 e 15 anos, registraram boletins de ocorrência contra o educador, mas o número de vítimas pode aumentar com a divulgação do caso, de acordo com o Conselho Tutelar.

Em depoimentos à Polícia Civil, os garotos relataram que o professor substituto, de 35 anos, os abraçava e passava as mãos nas pernas e partes íntimas deles. Os casos teriam ocorrido na Escola Estadual "Doutor Nelson Alves de Godoy", no distrito de Três Pontes.

A prisão ocorreu na sexta-feira (17) e foi confirmada pela Guarda Municipal nesta segunda (20).

"Consta [nos boletins de ocorrência] que uma das vítimas chegou a informar que 'todos os meninos da sala passaram por essa situação (atos libidinosos) e o professor pedia silêncio'", justificou o juiz Fernando Leonardi Campanella, da 1ª Vara do Foro de Amparo, ao autorizar a prisão temporária de 30 dias contra o suspeito.

Além da prisão, foi autorizado o mandado de busca e apreensão de aparelhos celulares relacionados ao professor, com autorização para quebra de sigilo telefônico.

O mandado de prisão foi cumprido pela Polícia Civil de Amparo com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM). O suspeito foi preso na própria residência e passou por audiência de custódia no Fórum da cidade, onde o encarceramento foi mantido.

O professor foi encaminhado ao presídio de Piracaia (SP). O Conselho Tutelar informou que presta assistência aos estudantes e famílias.

 

Investigação

 

A Polícia Civil tem a expectativa que, no período da prisão temporária, mais vítimas compareçam à delegacia acompanhadas pelos responsáveis para prestar depoimento. O reconhecimento dos jovens com o professor também é previsto.

O celular do educador foi periciado e, conforme a Polícia Civil, não foram encontradas trocas de mensagens e fotos enviadas ou recebidas de menores de idade.

 

Professor demitido

 

A Secretaria de Educação de São Paulo afirmou nesta segunda que colocará à disposição das estudantes a assistência do Programa Psicólogos na Educação, se for autorizado por seus responsáveis.

 

"O professor foi afastado de suas funções durante a averiguação, que concluiu pela extinção contratual do referido professor", informou.

 

Assim que foi procurada pelas estudantes, a direção da escola registrou o caso no sistema que monitora a rotina das escolas da rede estadual e acionou a equipe responsável. "A escola e a DE estão à disposição para prestar esclarecimentos à comunidade escolar e autoridades". Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »