03/02/2022 às 20h04min - Atualizada em 03/02/2022 às 20h04min

Suspeito de matar esposa com choques elétricos e pauladas na frente do filho de 01 ano é levado para delegacia

Gazeta Rondônia

Adailton Freixeira da Silva, 46 anos, suspeito de torturar e matar Francielle Alcântara Guimarães, de 36 anos, chegou à sede da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Campo Grande (MS) onde será interrogado - na tarde desta quinta-feira (3). Após quatro dias foragido, o homem foi encontrado na rodoviária de Cuiabá (MT).

O suspeito era procurado desde o dia 27 de janeiro, quando a polícia descobriu a morte de Francielle. Adailton chegou a prometer se apresenta a polícia, mas fugiu e acabou capturado em uma ação conjunta entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. As equipes ainda foram a casa dos pais de Adailton e lá apreenderam objetos que podem ter sido usados para ferir a mulher.

 

Entenda o caso

 

Francielle Guimarães Alcântara, de 36 anos, foi vítima de feminicídio e torturada com choques elétricos e pauladas em frente ao filho, de 1 ano, em Campo Grande.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, acredita-se que a mulher foi mantida em cárcere privado pelo marido, Adailton Freixeira da Silva, de 46 anos, por cerca de um mês, período que foi friamente abusada diversas vezes. A morte da mulher ocorreu em Campo Grande e o suspeito estava foragido desde o crime.

Segundo as investigações, o corpo da vítima foi encontrado dentro da própria casa, com sinais de estrangulamento, perfurações nas costas, dentes quebrados e cabelos cortados.

 

"Em mais de 10 anos de polícia, nunca vi um caso tão forte como este", detalha o delegado que recebeu o caso, Camilo Kettenhuber.
 
Fonte: G1

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp