25/10/2022 às 10h54min - Atualizada em 25/10/2022 às 10h54min

Ex-ministro da saúde Pazuello fez festa com uísque na crise da covid-19 em Manaus, diz ex-mulher

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Andrea Barbosa, ex-mulher do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, pronunciou-se novamente sobre as acusações do governo Bolsonaro em fazer descaso com a crise de oxigênio em decorrência da COVID-19 em Manaus, em 2021.

Andrea disse que em 26 de maio de 2020, quando Pazuello assumiu a pasta recentemente, presenciou uma das "festas com uísque", das quais ela relatou recentemente.


A declaração foi dada em entrevista ao My News, na madrugada desta terça-feira (25). Recentemente, em seu Instagram, Andrea disse que, enquanto a crise no sistema de saúde em Manaus acontecia, "a equipe do ministério que distribuía cloroquina, esbaldava-se (sic) de whiskies caros e taifeiros do exército servindo a alta burguesia da cidade sem oxigênio".

Hoje, Andrea disse que tentou avisar Pazuello sobre a má gestão durante a pandemia, mas afirmou que ele não a ouvia.

 
"Eu surtei. Eu falava para ele que o que ele estava fazendo era crime, que ele ia ser responsabilizado, que era negligência sim, que tinha gente morrendo 1km abaixo da casa dele, no momento em que ele estava dando uma festa e eu sei disso, infelizmente, porque minha filha esteve lá. A minha filha estava lá e pediu para nossa empregada ir buscá-la e quando ela voltou ela disse 'tá todo mundo lá, [...] tem uísques rolando", relatou.

"Eu disse: 'Você está dando festa comemorando o quê? Morte?' e ele começou a me colocar como louca", completou.

Andrea disse que recentemente as pessoas têm taxado ela como "petista" por conta de uma traição. Na entrevista, ela relatou que sempre votou no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Fonte: Correio Braziliense.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »