13/11/2022 às 11h41min - Atualizada em 13/11/2022 às 11h41min

Lula está com inflamação na garganta e Leucoplasia na laringe, revelam exames de rotina neste sábado, 12

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Os exames feitos pelo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mostram uma inflamação decorrente do esforço vocal feito durante a campanha eleitoral e uma pequena área de leucoplasia na laringe. O petista esteve, neste sábado (12), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

"O exame de nasofibroscopia mostra alterações inflamatórias decorrentes do esforço vocal e pequena área de leucoplasia na laringe", diz o comunicado divulgado pelo hospital.


Foram realizados exames de imagens: ecocardiograma, angiotomografias e PET Scan, que "estão normais e seguem mostrando completa remissão do tumor diagnosticado em 2011".

Para a avaliação clínica multidisciplinar de rotina, Lula estava acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo prof. dr. Roberto Kalil Filho, dr. Artur Katz e dr. Rubens Brito.

A leucoplasia é uma mancha de aspecto branco que pode ser encontrada na cavidade oral. A doença pode estar ligada ao tabagismo ou ao consumo de bebidas alcoólicas. É considerada uma condição médica simples e de pouco risco. No entanto, em alguns casos pode revelar a presença precoce de câncer.

O deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), que integra o grupo que discutirá questões da saúde durante o governo de transição, usou as redes sociais para explicar os exames feitos por Lula.

"A gente pode falar com muita força e clareza que a saúde do presidente Lula está ótima, [ele está] pronto para governar o nosso país. Não tem nenhum sinal. Os exames todos mostram a normalidade e a completa remissão daquele antigo tumor que já faz uma década que teve", disse.

"Fez um exame que a gente chama de rinolaringoscopia, que faz ver a garganta, que tem as cordas vocais inflamadas. A garganta inflamada de quem falou muito, emocionou muita gente com seus discursos durante a campanha eleitoral. Mas está superbem, firme e forte", completou.

COP27

Lula fez os exames antes de ir para a COP27, no Egito, da qual participará a partir da próxima terça-feira (15). Além do petista, a comitiva contará com os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Renan Calheiros (MDB-AL) e a deputada federal eleita por São Paulo Marina Silva, cotada para assumir o Ministério do Meio Ambiente.

O evento começou em 6 de novembro e vai até o dia 18 de novembro, no Egito, e conta com a participação de mais de cem chefes de Estado. O Brasil será representado na COP27 por membros tanto do governo Jair Bolsonaro (PL) quanto do grupo do presidente eleito.

A delegação brasileira será chefiada pelo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, que chegará ao Egito na próxima terça-feira (15). O governo Bolsonaro também será representado pelo Ministério das Relações Exteriores, com os embaixadores Paulino Franco de Carvalho Neto (Assuntos Multilaterais Políticos) e Leonardo Cleaver de Athayde (Departamento de Desenvolvimento Sustentável).

As conversas centrais da conferência serão guiadas pelos debates sobre o novo relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), que analisa as vulnerabilidades, capacidades e limites da sociedade para se adaptar às transformações climatológicas.

O encontro entre os líderes de mais de 190 países ocorre em um contexto de guerra na Ucrânia, provocada pela Rússia, de críticas de ativistas à conferência e de alertas feitos por especialistas sobre a necessidade de cumprir acordos firmados no passado.

Fonte: R7.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »