22/11/2022 às 21h06min - Atualizada em 22/11/2022 às 21h06min

Professor é acusado de ter estuprado 13 crianças em menos de um ano

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Já chega a 13 o número de vítimas de abuso sexual por parte de um professor de inglês de escola municipal em Campo Grande (MS). O homem tem 36 anos e deve ser ouvido pela polícia ao fim do inquérito.

A delegada Anne Karine, titular da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) afirmou que somam 13 boletins de ocorrência contra o professor de inglês.


Além disso, todos os crimes teriam sido cometidos neste ano, contra vítimas com idades entre 8 e 11 anos. Não é descartado que adolescentes que também foram alunos do autor tenham sofrido abusos.
 
Como as vítimas continuam procurando a delegacia, ainda é aguardado o fim das investigações para que o autor seja ouvido. O advogado do professor já teria entrado em contato com a polícia.
 
Mãe denunciou o professor

No dia 28 de outubro a mãe de uma das vítimas procurou a delegacia após os relatos de abuso. Depois de chegar em casa triste, a criança contou que o professor de inglês teria segurado pelo braço e tentado puxá-la para dentro de uma sala vazia.

Além disso, a criança disse que o professor passava a mão em suas partes íntimas depois das aulas e o presenteava com frequência. O menino, de 9 anos, também contou para a mãe que o mesmo acontecia com outros colegas.

Na última sexta-feira (11), a mãe de outro aluno esteve na DEPCA para fazer o mesmo relato. Segundo ela, após ser alertada pela mãe da outra criança, questionou seu filho que disse que o professor passava a mão pelo corpo dele, sempre após as aulas de inglês.

As duas vítimas citadas têm a mesma idade. Os casos foram registrados como estupro de vulnerável.

Professor foi afastado das aulas

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) informou que afastou o professor da Rede Municipal de Ensino após ter conhecimento do caso. E emitiu nota sobre o caso.
 
“Cumpre esclarecer que o caso já é de conhecimento da escola e da Semed e todas as medidas foram tomadas para o atendimento socioemocional e psicológico dos alunos e das famílias. A unidade escolar e a Semed estão dando o suporte necessário para garantir o bem-estar dos alunos e seus familiares. A Semed não tolera qualquer tipo de violência dentro e fora do ambiente escolar”.

Fonte: MídiaMax.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »