Gazeta Rondônia Publicidade 728x90
21/02/2023 às 20h39min - Atualizada em 21/02/2023 às 20h39min

Em Vilhena, casa de apoio “Amor e Vida” mantém atendimentos de acolhimento à população

A entidade já realizou mais de 1282 atendimentos

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Com dedicação e solidariedade os voluntários da casa de apoio “Amor e Vida” estão realizando um belo trabalho de acolhimento a população que necessita dos serviços ofertados na entidade, em Vilhena.

A assistente social e idealizadora da casa de apoio que é uma entidade filantrópica, Clotilde Muniz, informou que a casa conta com dez cômodos, sendo quatro quartos e dois banheiros, onde são acolhidas pessoas que não tem local para ficar em Vilhena.

Clotilde Muniz que é diretora da casa de apoio "Amor e Vida", ressalta que a entidade atualmente tem capacidade para atender 30 pessoas, sendo quatro vagas são destinadas a atender pessoas encaminhadas pelo Sistema Único de Assistência Social (Suas) e 26 vagas para atender usuários encaminhados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O voluntário José Vieira Coelho, popular Zezinho que faz parte da diretoria do conselho fiscal da entidade ressalta que o trabalho realizado na casa de apoio é fundamental para a população, pois há muito tempo, Vilhena estava carente de uma casa de apoio para dar suporte às pessoas que vem ao município realizar algum atendimento e quando não conseguem resolver num único dia, não podem retornar às suas casas.

 
“Muitas vezes essas pessoas que tinham que ficar na rua esperando a hora de ir para o atendimento médico e graças ao serviço ofertado na casa elas podem contar com um lugar para descansar com segurança e recebem alimentação”, disse Zezinho.

Clotilde Muniz informou que a entidade já realizou mais de 1282 atendimentos. Ela ressalta que o atendimento na casa é rotativo, e às vezes a casa fica lotada. 
 
“O trabalho que realizamos aqui na casa de apoio Amor a Vida, é uma missão divina que recebi de Deus. Fico muito feliz em ajudar a população que necessita do nosso trabalho”, disse Clotilde Muniz.

Para o acolhido Alencar Florêncio Oliveira, de 43 anos, o serviço ofertado na casa de apoio é fundamental. Ele conta que quando chegou em Vilhena, dormiu uma noite na rodoviária e após procurar o serviço de Assistência Social do município foi encaminhado para casa de apoio.
 
“Agradeço de coração aos voluntários da casa de apoio pelo acolhimento, o trabalho deles é maravilhoso”, disse Alencar Florencio.

Opinião compartilhada pelo casal Rosangela Aparecida Pacheco, de 52 anos, e Cicero Ribeiro Pacheco, de 48 anos, que foram acolhidos pela casa de apoio e graças a ajuda dos voluntários, atualmente tem uma casa mobiliada através de doações que receberam.

“Somos gratos aos voluntários da casa de apoio que nos acolheram com carinho e respeito. Eles nos ajudaram a ter uma casa fazendo pedido em Vilhena. Hoje temos a dignidade de ter um lar graças a bondade desses voluntários que não mediram esforços para nos ajudar”, disse Rosangela Aparecida.

O presidente da associação que mantém a casa de apoio Amor à Vida, Thallyson Wanderley Muniz Alves, conta que entre os objetivos da entidade para esse projeto está a mudança da entidade para uma sede própria.

 
“Nosso objetivo é ter uma sede própria onde vamos conseguir ampliar os serviços oferecidos atendendo mais pessoas com mais conforto “, disse Thallyson Wanderley Muniz Alves.

A voluntária Josefa Pereira da Silva que faz parte da diretoria do conselho fiscal da entidade conta que atualmente a casa de apoio recebe ajuda de empresas e pessoas que doam alimentos para a instituição que diariamente oferece várias refeições para os acolhidos.
 
“Graças ao apoio de diversas pessoas que se desempenharam em prol desse trabalho social para ajudar o próximo o projeto pôde ser executado. A casa de apoio não tem fins lucrativos. Por isso, depende da doação da própria comunidade que queira ajudar.

Recebemos o apoio de alguns vereadores do município de Vilhena que destinaram emendas impositivas para contribuir com a manutenção da casa. Fica o convite ao poder público e sociedade de outros municípios a fixar parcerias, para que possamos assumir maior número de acolhimento oferecendo alimentação de qualidade e vida digna a quem necessitar e se enquadrar no perfil desse projeto”, disse Clotilde Muniz que informou que qualquer pessoa pode ajudar o trabalho realizado na casa de apoio, seja com doações através do Pix: CNPJ 42184885000176, ou com trabalho voluntário, pois toda ajuda é bem-vinda.

O voluntário da casa de apoio, Eliseu Miranda disse que mais informações sobre o trabalho oferecido na casa que fica localizada na Avenida Sabino Bezerra de Queiroz, número 3123, no Bairro Jardim América (ao lado da Vila Aeronáutica), podem ser obtidas através dos telefones: 3322-0995, ou 99216-1910, ou 98458-5248.

Conheça diretoria da casa de apoio “Amor e vida":

Presidente: Thallyson Wanderley Muniz Alves

Vice-presidente e advogada:  Amanda Setubal Rodrigues

Secretária:  Eliete Muniz de Oliveira

Tesoureira:  Deonilda Henke

Assistente social e diretora geral: Clotilde Muniz

Conselheiros fiscais: Jose Coelho, Josefa Pereira da Silva, Marcelo Mateus 

Fonte: Andréia Machado.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »