Gazeta Rondônia Publicidade 728x90
25/02/2023 às 14h00min - Atualizada em 25/02/2023 às 14h00min

Homens se passam por promotores de Justiça para aplicar golpes em prefeituras

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Um grupo de criminosos estão se passando por promotores de Justiça para aplicar golpes em prefeituras no interior do estado. O alerta foi emitido pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI), do Ministério Público do Estado de Mato Grosso ( MPMT), após levantamento realizado pela subchefia de análise de risco.

De acordo com o órgão, foram identificados dois modos de agir por parte dos criminosos. Em uma das situações, o golpista liga na prefeitura dizendo que é promotor de Justiça e que precisa se deslocar até o município para realizar júri popular. E que, para isso, necessita de um motorista para apoio no deslocamento.

O criminoso informa que o MPMT arcará com o pagamento de diária do motorista, mas que para isso precisa dos dados bancários e explica que o valor a ser depositado será de R$ 1.500,00.

Na sequência, o golpista liga para o motorista e informa que o MP fez um depósito equivocado no valor de R$ 2.000,00 e pede para devolver o valor de R$ 500,00, via PIX, que seria o valor que ultrapassava o acordado na diária. O motorista, acreditando ser o promotor de Justiça e na crença de que receberá o valor acordado, faz o PIX para o golpista.

Em outro golpe identificado, o criminoso entra em contato com a família de algum preso, se faz passar por promotor de Justiça e cobra uma quantia de R$ 2.000,00 para pagar a fiança do preso. Na sequência, encaminha os dados bancários ou PIX para que seja depositado o valor.

A Procuradoria-Geral de Justiça já solicitou aos promotores de Justiça que entrem em contato com as prefeituras explicando sobre a modalidade criminosa. Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »