Gazeta Rondônia Publicidade 728x90
25/02/2023 às 16h04min - Atualizada em 25/02/2023 às 16h04min

Foragido por matar e queimar corpo de homem com deficiência é preso em Rondônia

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

O foragido da Justiça, Luis Gustavo Cardoso Pedroso, foi capturado em Rondônia nesta semana, mais de 10 anos depois de ser condenado por matar um homem com deficiência, carregar o corpo no porta-malas do carro e atear fogo em São José do Rio Preto (SP).

As investigações apontaram que a vítima se interessou pela companheira de Luis - sem saber que ela era comprometida - e ligava para ela frequentemente. A sentença aponta que o réu praticou o crime por ciúmes e contou com a ajuda de dois amigos.

A vítima possuía deficiência física e era aposentado. O réu foi condenado por homicídio triplamente qualificado.

Uma ação conjunta das forças de segurança de Rondônia e São Paulo identificaram o foragido morando no distrito de Jacinópolis, em Nova Mamoré (RO). Ele tinha uma farmácia na região.

A prisão foi feita pelo Núcleo Integrado de Inteligência de Fronteira de Guajará-Mirim (RO) em conjunto com o Serviço de Inteligência da Polícia Militar de Nova Mamoré. Luis foi encaminhado até a casa de detenção de Guajará-Mirim.

 

O crime

 

A vítima foi morta em 2008 em uma emboscada. De acordo com a sentença, no dia do crime, Luis atraiu a vítima até sua residência e, junto com os amigos, matou a vítima com pauladas e golpes de faca.

O trio ainda carregou o corpo no porta-malas do veículo da própria vítima até uma estrada vicinal que liga as cidades de São José do Rio Preto (SP) e de Mirassol (SP), onde abandonou o cadáver e ateou fogo. Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »