14/07/2021 às 07h29min - Atualizada em 14/07/2021 às 07h29min

Você já ouviu falar em “feliz cidade”? Saiba o que você pode fazer para ser ainda mais feliz em Cerejeiras

Boa parte da sua felicidade depende do ambiente onde você vive. Sendo assim, cuidar da sua cidade é optar por ser feliz.

Gazeta Rondônia
Praça da Bíblia, em Cerejeiras. Espaços públicos bem cuidados são muito importante para a qualidade de vida de um povo. (Foto: Renato Novaes)

As pessoas começaram se agrupar no decorrer da história, formando aldeias, vilarejos e cidades, trazendo muitos anseios e expectativas comuns, principalmente no tocante a segurança, pois em grupo se sentiam mais fortes, na busca de amparo, na divisão de tarefas, e aos poucos, com a evolução social, estas exigências foram crescendo.

O ser humano, mesmo quando não percebe e não está ciente disso, quer ter uma vida melhor, com mais conforto, mais comodidades, mais segurança, mais condições para crescer sob o ponto de vista social, econômico e emocional.

A expressão “qualidade de vida” indica as condições de existência de um ser humano e envolve simultaneamente varia áreas, como bem estar físico, espiritual, emocional. Envolvem também saúde, educação, lazer, poder de compra, habitação, saneamento básico.
 

Temos uma cidade que está avançando, embora ainda tenha problemas. Mas, de agora em diante, cabe a cada um de nós tomarmos conhecimento de como podemos contribuir para fazer de Cerejeiras um lugar cada vez melhor para se viver.

 
Deste modo, o conceito de qualidade de vida guarda relação com a satisfação das necessidades humanas, para que uma comunidade possa desfrutar de vida longa, agradável e saudável.

Para que isto seja atingido, uma série de fatores deve ser observada, pois para que sejam atingidos altos índices de qualidade de vida urbana, deve ser buscado o equilíbrio entre as classes sociais, desenvolvimento econômico e social, condições adequadas de moradia, renda e educação, baixo índice de analfabetismo e de mortalidade infantil.

Na busca por uma cidade com alto índice de qualidade de vida, enfim um local agradável e atrativo para se viver, devem ser obtidos êxitos na eliminação de entraves como o analfabetismo, a miséria absoluta, a mortalidade infantil.

Alguns itens indispensáveis para que se viva com qualidade são a oferta de água tratada, iluminação publica eficiente, coleta de lixo, coleta e tratamento de esgoto, vias publicas que permitam transito seguro, segurança para a população.

Dentro destas linhas, é de ser reconhecido que mesmo hoje a cidade de Cerejeiras já atende muitos destes requisitos.

A iluminação de nossa cidade é excelente, sendo um dos poucos municípios deste porte a ter toda a zona urbana servida com iluminação com luminárias de LED.

Temos um percentual de cobertura invejável de rede de esgoto, dependendo ainda de ser definida a forma pela qual o serviço será tocado para melhor atender a todos. Entretanto, ainda falta um maior comprometimento da população em promover as ligações de suas casas e estabelecimentos comerciais à rede de esgoto sanitário.

A coleta de lixo vem sendo realizada inclusive com processo de seletividade, o que pode ser ainda mais divulgado para a população para maior adesão, inclusive para viabilizar as associações de catadores que representa importante segmento até mesmo do ponto de vista econômico.

No tocante ao trânsito, temos ainda problemas, pois muitas ruas ainda não são asfaltadas, problema que parece vai ser amenizado, e quanto à segurança, além de ampliar o efetivo de policiais, a implantação de uma regional da Polícia Civil em Cerejeiras seria muito importante. Ainda no setor de segurança, foram feitos avanços, como o sistema de videomonitoramento urbano, instalado com o auxilio e apoio do Sicoob Credisul e da Associação Empresarial de Cerejeiras (Acic) em parceria com a Polícia Militar, Prefeitura de Cerejeiras e com a Câmara Municipal. O sistema de monitoramento por câmera tem mostrado significativa importância na prevenção e repressão de delitos, mas deve ser estimulada sua ampliação, com mais câmeras, além da incorporação de redes particulares de vigilância.

Nosso IDH, apesar de não estar atualizado, hoje já é seguramente um dos 10 mais elevados do estado de Rondônia, assim como a renda per capita.

As paisagens urbanas constituem elementos representativos da qualidade de vida, acessibilidade, limpeza, iluminação, qualidade de edificações, tamanho das residências, presença de áreas verdes, disponibilidade de serviços básicos.

Ao andar por uma cidade, portanto, conseguimos identificar de maneira superficial o índice de qualidade de vida, pois se a cidade se encontra limpa, iluminada, com edificações modernas, espaçosas ou bem conservadas, com áreas verdes, já se estabelece a impressão de que estamos em um local de bom desenvolvimento social.

Aprimorar serviços básicos e torná-los eficientes, reduzir ou eliminar o analfabetismo, reduzir a mortalidade infantil, aumentar a oferta de casas populares para resolver o problema habitacional de parcela da população, estender o asfaltamento a todas as ruas da cidade, criar ou manter áreas de lazer, são deveres e compromissos da Administração Pública, e que devem ser cobrados. Mas ao cidadão também existem missões a serem executadas, através do qual ele pode contribuir e muito para que sua cidade fique cada dia melhor para se viver. Ao construir a calcada em frente ao seu imóvel, ao plantar flores ou árvores, ao recolher corretamente e de modo seletivo o seu lixo, ao evitar sujar as ruas, ao conservar e fiscalizar a manutenção das praças e locais públicos, ao promover a regular ligação de sua residência com a rede de esgoto, ao evitar lançar detritos ou galhos nas ruas, ao reclamar quando a iluminação pública estiver deficitária, ao recolher os impostos cabíveis ao município, ao pintar sua casa ou estabelecimento, o cidadão esta efetivamente participando da evolução de sua cidade e por consequência melhorando sua própria qualidade de vida.
 

Cuidar da cidade é obrigação da gestão pública municipal, que tem que asfaltar ruas, manter as avenidas limpas e trafegáveis, cuidar das praças. Mas eu e você, como cidadão, temos também a nossa parte, como plantar um jardim em casa, construir uma calçada na rua, ligar a residência na rede de esgoto e adotar hábitos de separar o material descartável do lixo orgânico.

 
Como já pontuamos em matéria anteriormente publicada aqui no Gazeta Rondônia, é visível o grande numero de construções civis em Cerejeiras, o que indica um novo padrão de exigência de habitação, e, junto a isso, vem a harmonização estética com uso de plantas, gramas e árvores que deixam mais lindo o entorno.

Nossa cidade tem duas praças bonitas, bem cuidadas, e estão programando a construção de outra (pelo que eu saiba), e ainda temos um parque de exposição muito estruturado (que lamentavelmente se encontra em desuso).
 

Felicidade é feliz cidade. Ou seja, o nível de bem-estar generalizado da cidade onde você vive influencia o seu. Você é feliz quando sua cidade também o é. Mas isso é uma troca: você faz sua cidade feliz cuidando dela e ela faz você feliz proporcionando um ambiente harmonioso para você.

Quanto mais áreas e espaços de uso público estiverem disponíveis para a população, mais áreas verdes, mais flores em canteiros ou rotatórias a imagem da cidade evidencia o interesse da população e da administração em elevar as condições de vida da população, complementando as ações e iniciativas indispensáveis para a geração de emprego e renda no município de Cerejeiras.

Por tudo isso, você deve investir na sua "feliz cidade".

Link
Relacionadas »
Comentários »