31/12/2021 às 12h15min - Atualizada em 31/12/2021 às 12h15min

RETROSPECTIVA 2021: O ano do Golpe em Cerejeiras

Gazeta Rondônia
Renato Novais Ribeiro
Outro crime que se tornou comum são os golpes realizados pela internet. E, em Cerejeiras, moradores de diversas idades foram lesados pelos mais diversos golpes da internet.


Golpe da "Novinha"

 
Um idoso de 76 anos, procuro a delegacia de polícia civil do município de Cerejeiras (RO), para registrar ocorrência de furto em sua residência. Segundo narrado em ocorrência policial, a vítima informou que uma mulher “novinha”, da qual não se recorda o nome, mas que já frequentou sua casa em ocasiões anteriores e a qual acredita ser usuária de entorpecentes, pulou o portão de sua residência, entrou na cozinha, que estava com a porta aberta e furtou um litro de álcool que estava sobre a mesa. Diante dos fatos narrados registra a ocorrência.

Idoso tem casa invadida e é furtado por “novinha” em Cerejeiras

 
Outro idoso procurou a delegacia de polícia civil para delatar uma “novinha” que pediu sua bicicleta emprestada e ainda não devolveu. A “moça nova”, que seria usuária de entorpecentes, apareceu em sua residência no dia 16 de julho e pediu emprestada sua bicicleta da marca Caloi, cor verde, usada, dizendo que devolveria em breve, mas até o registro da ocorrência ainda não havia devolvido.

Idoso cai no “Golpe da Novinha” e fica sem a bicicleta em Cerejeiras

Um morador do município de Cerejeiras (RO) procurou a delegacia de Polícia Civil relatando ter sido vítima de extorsão e chantagem, após “conhecer” uma suposta menina pela rede social. O homem afirmou que recebeu solicitação de amizade pelo Facebook de uma moça que afirmou ser médica veterinária e pediu o número de contato, sendo atendida, adicionou o mesmo no aplicativo WhatsApp e no dia seguinte enviou duas fotos, segundo a vítima “nada indecente”. Após receber as fotos pelo aplicativo, recebeu uma ligação telefônica de um homem se identificou como "Pedro" e afirmou ser pai da moça, afirmando que a menina tinha apenas 14 anos de idade e que a mesma tinha problemas e passou a ofendê-lo, o chamando de pedófilo e para não denunciar I.A. exigiu a quantia de R$ 9 mil. A vítima afirmou não possuir o valor em mãos e efetuou o depósito no valor de R$ 4 mil para que fosse deixado em paz. Posteriormente recebeu ligação de uma pessoa que se identificou como policial e exigiu mais R$ 5 mil para a “família” e novamente foi efetuada transferência bancária para a conta. No dia seguinte, o suposto policial pediu R$ 35 mil e ao verificar seu limite bancário a vítima negociou o valor de R$ 10 mil efetuando no ato uma nova transferência de R$ 3 mil e no dia seguinte depositou mais R$ 7 mil. Uma nova pessoa manteve contato com a vítima, dizendo ser “repórter” e exigindo o valor de R$ 60 mil para não publicar “matéria jornalística” a respeito de pedofilia, mas que fecharia acordo no valor de R$ 35 mil pelo seu silêncio. A vítima relatou a polícia que no total depositou R$ 19 mil.
 
Em golpe similar, um idoso de 60 anos efetuou o depósito de R$ 800,00 para tratamento médico da adolescente, que supostamente havia tido um acesso de fúria e descontrolada havia quebrada vários objetos em casa. Temendo a suposta prisão, o homem efetuou o depósito e procurou a delegacia de policia civil para registro de ocorrência.
 
 


Aquisição de Casa


Uma moradora do município de Cerejeiras (RO) perdeu R$ 50 mil reais tentando adquirir um imóvel. A vítima fez um TED no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) pensando que estava realizando uma transação imobiliária e adquirindo uma casa. A casa realmente estava a venda, porém a proprietária recebeu um telefonema de um homem que se identificou como “Fábio”, dizendo que estava interessado na casa e que iria comprar a mesma e ainda pediu fotos que foram enviadas no Whatsapp (69) 98475-0472. “Fábio” afirmou que estava devendo para uma pessoa (vítima) e que iria comprar o imóvel para quitar a dívida. Minutos depois a vítima foi até a casa olhar o imóvel, na sequência ligou para “Fábio” e disse que havia gostado da casa e foi orientada pelo mesmo a depositar R$ 50 mil que a casa seria dela. Na sequência “Fábio” ligou para a proprietária e pediu que ela fosse até o cartório transferir o imóvel para a vítima e enviou “comprovantes de depósitos” na sua conta. Ao checar sua conta bancária a proprietária constatou que nenhum valor foi creditado em seu favor e ao informar para “Fábio” que não iria ao cartório até receber o valor combinado de R$ 130 mil foi bloqueada pelo mesmo, que não respondeu mais as mensagens e não atendeu as ligações.

Mulher cai em golpe e perde R$ 50 mil ao tentar comprar casa em Cerejeiras

 

Aquisição de Veículo


Um morador do município de Cerejeiras (RO) registrou ocorrência de estelionato, do qual foi vítima, ao comprar um veículo da marca Toyota, modelo Corolla de uma “conhecida” pela internet. A vítima informou que conheceu pela internet uma “mulher”, pela qual se envolveu emocionalmente e manteve diversas conversas pelas redes sociais. Em certa ocasião, a moça lhe ofereceu um veículo Toyota/Corolla ano 2005/2006 pelo valor R$ 13.000,00 (treze mil reais) que estaria na cidade de Rondonópolis (MT) e em razão de estar realizando tratamento médico, ficou “apertada” e precisava desfazer do carro para cobrir despesas médicas/hospitalares. A vítima realizou um depósito no valor de R$ 13.000,00 (treze mil reais) e o veículo seria entregue em Cerejeiras por meio de uma transportadora. Dias após realizar o pagamento, a vítima recebeu um telefonema do dono da transportadora, avisando que estava na estrada e que o caminhão havia quebrado e pediu um adiantamento do frete no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais) tendo a vítima realizado o depósito, sendo bloqueado em seguida.

Ao cair em golpe, morador de Cerejeiras, perde mais de R$ 13 mil ao comprar Corolla pela internet

 

Golpe do Sorteio

Um morador do município de Cerejeiras (RO) procurou a delegacia de polícia civil na semana passada para registro de ocorrência de tentativa do conhecido “Golpe do Sorteio de R$ 10 Mil”. Segundo narrado em ocorrência policial, a vítima, recebeu um telefonema que afirmava  ser gerente da operadora de telefonia Claro e que a vítima havia ganhado R$ 10.000,00 (dez mil reais) em um sorteio realizado pela empresa, mas para receber seu o prêmio o comunicante deveria realizar um depósito bancário no valor de R$ 49,85 (quarenta e nove reais e oitenta e cinco centavos). Desconfiado de tratar-se de um golpe, o homem não realizou o referido depósito e procurou a delegacia para o registro da ocorrência policial, com objetivo de alertar outras pessoas. 

Estelionatários tentam aplicar o “Golpe do Sorteio de R$ 10 Mil” em morador de Cerejeiras

 


Aquisição de aparelhos eletrônicos e celulares

O estelionatário obtinha dados cadastrais de clientes de uma rede de lojas varejistas e utilizava a loja virtual da empresa mantendo contato com os vendedores se passando pelas vítimas, usando como estratégia de retirada do produto. Na cidade foram adquiridos um aparelho televisor de Led de 50 polegadas, e um aparelho celular iPhone 12, marca Apple avaliado em 8 mil reais. O estelionatário foi preso, após a loja desconfiar da compra.

 

Polícia Civil prende suspeito de aplicar golpe de estelionato em loja de eletrodomésticos de Cerejeiras


Namorada Virtual

Um morador do município de Cerejeiras (RO) procurou a delegacia de polícia civil na segunda-feira (1) onde relatou ter sido vítima de estelionato ao efetuar depósito bancário para namorada virtual que conheceu pela internet. A namorada pediu o valor de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) para compras de passagens para se deslocar até Cerejeiras onde conheceria pessoalmente seu “amor virtual”. O valor foi depositado e o namorado foi bloqueado.
 
 
 

Golpe do Cheque

A proprietária de um supermercado localizado no munícpio de Cerejeiras (RO) acionou a Polícia Militar, . Ao consultar os cheques, a comerciante foi informada por representante da Associação Comercial e Industrial de Cerejeiras (ACIC) que os cheques consultados eram produtos de furto ocorrido em uma empresa, conforme ocorrência policial 201720/2020. Os 3 elementos foram presos por prática de estelionato em seu estabelecimento comercial

PM prende quadrilha de estelionatários por golpe com cheque em supermercado de Cerejeiras

 

Golpe do empréstimo consignado

Após o vasamento de dados na internet no início deste ano, idosos, aposentados e pensionistas do INSS tem seus nomes e dados pessoais envolvidos em golpes de empréstimos consignados. Uma idosa de 72 anos, moradora de Cerejeiras, relatou em ocorrência policial que no dia 25 de janeiro foi realizado depósito em sua conta bancária no valor de R$ 13.400,00 (treze mil e quatrocentos reais) referentes a um empréstimo consignado para descontar da sua aposentadoria, que foi realizado sem sua autorização ou assinatura, Outra vítima que registrou ocorrência, 67 anos, também moradora de Cerejeiras, que relatou que foi creditado em sua conta bancária o valor de R$ 2.435,00 (dois mil, quatrocentos e trinta e cinco reais) oriundos de um empréstimo consignado sem sua prévia autorização. A semelhança dos casos acima relatados, é que, ambas as vítimas possuem conta no banco Bradesco, onde recebem suas aposentadorias e os empréstimos consignados fraudulentos foram realizados por uma empresa denominada C6 BANK. No total, 12 ocorrências foram registradas do mesmo golpe

Delegacia registra 12 ocorrências de estelionato em apenas 6 dias em Cerejeiras, dados vazados já causam prejuízos
 

Golpe do Pix

O Pix mal entrou em funcionamento e os estelionatários já se adaptaram. Segundo relatos, criminosos criaram novo golpe na praça utilizando o Pix agendado para roubar dinheiro das vítimas. No suposto esquema, o criminoso agenda um Pix para a vítima, que recebe uma notificações informando que isso ocorreu. Em seguida, ele entra em contato avisando que a transferência foi feita por engano e solicita a devolução do dinheiro. O que acontece é que, assim que a pessoa transfere o valor de volta, o golpista cancela o Pix. Dessa forma, concretiza o golpe ficando com o dinheiro para si.

Veja como funciona o golpe do Pix agendado

 

Até o apresentador Ratinho caiu em Golpe

Ratinho foi vítima de um golpe pelo WhatsApp. Durante seu programa no SBT, o apresentador contou que perdeu R$ 50 mil por repassar o dinheiro aos bandidos, que clonaram o celular do filho. “Perdi 50 mil reais! Um vagabundo se passando pelo meu filho usou a foto dele, mas com outro número de telefone diferente, disse que estava nos Estados Unidos e estava precisando de dinheiro”, contou.

Ratinho revela ter caído em golpe pelo WhatsApp: "Perdi 50 mil reais"

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp